Confiança e credibilidade Há anos somando ao lado de nossos clientes

Ticket Médio: tudo o que você precisa saber para aumentar o da sua empresa!

Se você trabalha com a venda de algum produto ou serviço, é essencial que saiba o que é e como calcular o ticket médio.

Você tem noção de quanto a sua empresa fatura por consumidor? Quanto cada cliente compra, em média, do que você tem a oferecer? Se você trabalha com a venda de algum produto ou serviço, é essencial que saiba o que é e como calcular o ticket médio.

Além de se tratar de um indicador muito importante para analisar como estão as atividades do seu negócio, é considerado como um dos principais parâmetros utilizados para avaliar os resultados de diversas áreas de um empreendimento, como a equipe de marketing, o time de vendas, entre outros.

Pensando nisso e para te ajudar a entender melhor sobre o assunto, fizemos este conteúdo com tudo o que você precisa saber sobre o ticket médio. Continue a sua leitura e veja todas as nossas dicas! E então, vamos começar?

O que é o Ticket Médio e qual a sua importância?

O ticket médio é uma métrica extremamente relevante para o sucesso de qualquer organização, seja ela pequena, média ou grande. É representado pela média do valor das compras de cada cliente, seja o seu negócio uma loja física, um e-commerce ou a prestação de algum serviço.

Quando o gestor realiza esse cálculo, é possível entender e enxergar o montante que cada consumidor investe nesse relacionamento com a empresa. E isso é indispensável para planejar e traçar muitas das estratégias que visam aumentar a receita do empreendimento. Por esse motivo, é um indicador que pode ser utilizado em diversos segmentos, como varejo, serviços, pacotes de assinatura, etc.

Vale ressaltar ainda que o ticket médio não deve ser considerado como um número isolado para definir os próximos passos. É preciso ter por base o histórico e o tipo do negócio. Por exemplo: enquanto a média do valor gasto pelos clientes de um salão de beleza é de R$ 90,00, a de uma concessionária de veículos é de R$ 40.000,00. Isso não significa que um está indo pior do que o outro, uma vez que são produtos e nichos completamente diferentes.

Seja qual for o ramo de atuação da sua empresa, avaliar os resultados periodicamente vai te mostrar se o ticket médio está aumentando, diminuindo ou se mantendo estável com o passar do tempo. Isso é essencial para entender o comportamento que o seu público está tendo e pensar nas suas próximas ações de atendimento, marketing, vendas e inovações.

Como calcular o Ticket Médio?

Ainda que seja uma métrica extremamente importante para a saúde financeira de qualquer negócio, calcular o ticket médio não é nenhum “bicho de sete cabeças”. Pelo contrário, você só precisa ter conhecimento de dois outros indicadores: o faturamento total em um determinado período e o número de pedidos recebidos nesse mesmo intervalo, que pode ser de um dia, uma semana ou um mês.

Assim, o cálculo do ticket médio é representado pela seguinte fórmula:

TICKET MÉDIO = FATURAMENTO TOTAL / NÚMERO DE PEDIDOS

Para ficar mais simples de entender, vamos pegar o exemplo de uma loja de roupas. No período de uma semana, as vendas chegaram a R$ 10.000,00 e 100 foi o número total de clientes que compraram nesse mesmo intervalo de tempo. Aplicando os números na fórmula, temos:

TICKET MÉDIO = R$ 10.000,00 / 100

TICKET MÉDIO = R$ 100,00

Ou seja, em uma semana, cada cliente da loja comprou, em média, R$ 100,00 em roupas.

Lucro Econômico e Ticket Médio: qual a relação entre eles?

Como nós já falamos aqui em nosso blog, o Lucro Econômico (ou Lucro Líquido) é uma ferramenta utilizada para medir quanto uma empresa ganhou com a venda de um determinado produto ou serviço. Assim, são descontados, além dos custos de compra ou produção, outros gastos operacionais do negócio, como aluguel, equipamentos e salários dos funcionários.

Mas e aí, aonde o ticket médio se encaixa nessa matemática? Na verdade, a lógica é bem simples: ao saber qual é o lucro econômico da sua empresa, é possível entender qual a porcentagem ideal de lucro (margem de lucro) que o seu empreendimento precisa ter para manter as contas no azul.

Sabendo qual é a margem de lucro que precisa atingir, você pode começar a traçar novas estratégias que visam aumentar, inclusive, o valor do ticket médio. Isso porque o montante que cada um dos clientes investe no seu negócio está direta e intimamente relacionado ao lucro e, consequentemente, à saúde financeira da sua empresa.

6 dicas para aumentar o Ticket Médio da sua empresa

Você sabia que fidelizar os clientes já existentes é mais fácil e econômico do que buscar e conquistar os novos? E que ao fidelizar e vender para alguém que já teve um primeiro contato com a sua marca, as chances de aumentar o ticket médio desse consumidor também são maiores?

Por isso, estudar e adotar estratégias para aumentar esse indicador é uma prática que deve estar prevista no seu planejamento empresarial, uma vez que pode alavancar o faturamento da sua organização.

Vale lembrar que o ticket médio não deve ser considerado como um objetivo isolado. Vender mais sem um critério bem definido pode trazer alguns resultados duvidosos. Por exemplo: de nada adianta vender mais por cliente sendo que o seu custo com funcionários também aumentou bastante.

Para te ajudar a não se atrapalhar nesse processo, reunimos aqui uma série de dicas que podem aumentar o ticket médio da sua empresa de maneira saudável e sem comprometer os demais resultados. Veja abaixo!

Dica #01: Treine a sua equipe e foque no bom atendimento

Quem não gosta de ser bem atendido? Não é à toa que uma das principais causas de desistência na hora de contratar um serviço – ou comprar um produto – é o mau atendimento dos vendedores.

Contar com uma equipe de profissionais motivados e que saibam desempenhar bem o seu papel é uma das premissas básicas para ganhar a preferência de qualquer cliente. Simpatia, empatia, cordialidade, conhecimento do produto e, principalmente, entendimento das necessidades de cada um são fatores que fazem toda a diferença. Os atendimentos humanizados e personalizados influenciam cada vez mais nas decisões de compra.

Por isso, além de investir em treinamentos, procure oferecer feedbacks constantes e mostrar quais são os principais caminhos para conquistar a confiança do consumidor e vender mais para ele.

Dica #02: Mantenha um relacionamento pós-venda para fidelizar o cliente

Já dissemos no início deste tópico que, quando se trata de aumentar o ticket médio, fidelizar um antigo cliente é um método muito mais efetivo do que sair buscando por novas pessoas com interesse no seu produto. Assim, é fundamental pensar no relacionamento pós-venda.

A pesquisa de satisfação é um ótimo começo para isso. Entender como o consumidor se sentiu com o atendimento recebido e saber se gostou do produto que adquiriu são informações que podem te ajudar a pensar nos próximos passos a partir daí. Pode ter certeza que, para ele, também será muito importante ver que você se importa com a sua opinião.

Se esse retorno for bom, ponto positivo para você. Mas se vir acompanhado de alguma insatisfação, busque analisar os pontos de reclamação, passá-los para a sua equipe e reconquistar a confiança desse cliente.

Mas o relacionamento pós-venda não se limita a isso. Para se aproximar ainda mais de quem compra os seus produtos, uma boa dica é enviar mensagens, e-mails ou cartões em datas especiais, como aniversário e Natal.

Dica #03: Invista em estratégias de remarketing

Principalmente quando falamos de e-commerces e lojas virtuais, uma ótima estratégia para fazer com que o cliente volte a comprar os seus produtos é o remarketing, uma técnica do marketing digital que exibe anúncios para os usuários que já tiveram algum tipo de contato online com a sua marca.

Isso pode fazer com que aquele clientes que abandonou o carrinho de compras mude de ideia e decida voltar. Ou então, que aquele consumidor que finalizou uma compra retorne para buscar um novo produto.

Dica #04: Tenha uma maior variedade de produtos e serviços

Oferecer uma maior variedade de produtos e serviços também é um jeito de aumentar o ticket médio do seu negócio. Assim, na hora em que o cliente estiver efetuando uma compra, será possível oferecer pra ele novos itens relacionados com o que ele já está levando.

Por exemplo: em uma loja de artigos esportivos, um cliente está em busca de um novo tênis para começar a frequentar a academia. Uma boa sugestão seria oferecer a ele outras coisas que podem ajudar no seu desempenho, como uma roupa apropriada, meia, luva, uma squeeze, entre outros itens.

É importante ressaltar que não basta “empurrar” as outras opções para cima do cliente. Isso é um grande erro que pode te custar, inclusive, a venda do produto que ele estava interessado inicialmente.

Primeiro, procure entender a sua real necessidade e a situação na qual ele se encontra. Além de vendedor, é importante que esse profissional seja um consultor disposto a ajudar o consumidor da melhor maneira.

Dica #05: Pense na distribuição de acordo com a demanda

Outra estratégia para aumentar o ticket médio da sua empresa e que está relacionada à dica anterior é disponibilizar os produtos de maneira planejada. Mas como assim?

Bom, a primeira coisa que você deve fazer é um levantamento dos produtos que são mais vendidos na sua loja. Depois, os deixe mais próximos de outros produtos que não seriam comprados tão facilmente pelo seu cliente.

Além disso, você pode usar da criatividade para chamar ainda mais a atenção, com banners e cartazes. Assim, será possível estimular a venda dessas outras mercadorias.

Dica #06: Ofereça vantagens e promoções para o cliente

Quando pensadas dentro de um planejamento bem estruturado e levando em consideração o limite da sua margem de lucro, não tenha medo de oferecer vantagens e promoções para os seus clientes.

Brindes, descontos e frete grátis, além de deixarem os olhos brilhando, fazem com que o cliente leve mais coisas e ainda saia satisfeito com a experiência de compra.

Mas lembre-se: se optar por uma ação promocional, esteja ciente de que o seu estoque está preparado para atender ao aumento da demanda de uma hora para a outra.

Já quando nos referimos especificamente aos e-commerces, um ótimo benefício é disponibilizar o frete grátis. Em grande parte dos casos, quando essa vantagem está condicionada a um valor mínimo de compra, o consumidor prefere adicionar novos itens ao carrinho do que pagar pelo transporte.

Para você isso pode ser muito bom, uma vez que, além de vender um volume maior de produtos, ainda há a possibilidade de negociar o valor do frete com os Correios, a transportadora ou a empresa responsável por fazer a entrega.

Como você pôde ver neste artigo, o ticket médio é um indicador que diz muito sobre a sustentabilidade do seu negócio. Apostar em alternativas para aumentar esse valor de venda por cliente pode trazer vários benefício e fazer com que a sua empresa cresça ainda mais. Mas algumas das dicas que passamos acima necessitam de algum tipo de investimento inicial, e é preciso estar preparado financeiramente para isso.

Nós, da BizCapital, estamos aqui para te ajudar neste sentido! Com um atendimento superdigital e humanizado, oferecemos o empréstimo online que a sua empresa precisa, na hora certa, sem burocracias e nem complicações.